Instituto Estadual de Florestas do Amapá

Acessibilidade: A+ A() A-
NOTÍCIAS

Câmara Setorial da Sociobiodiversidade discute novas metas

01/06/2017 - 08:28
Foto: Sem Autor

Com o objetivo de acompanhar o Plano de Ação Estadual da Biodiversidade, aprovado em 2016 e que determina metas a serem cumpridas até 2019, integrantes da Câmara Setorial da Sociobiodiversidade do Estado do Amapá (CSBio) realizaram nesta quarta-feira, 31, no auditório do Instituto de Florestas do Amapá (IEF) a 1ª Reunião Ordinária de 2017 em Macapá.  

A CSBio Amapá é constituída por representantes de 22 instituições - de forma paritária - 50% da sociedade civil organizada e 50% de entidades governamentais. Criada em 2011, por meio do Decreto nº 3.479, tem a finalidade de disseminar conhecimentos e informações da biodiversidade, trabalhando o fortalecimento da cadeia produtiva dos produtos da região, visando o alcance do extrativismo sustentável, através das boas práticas de manejo, escoamento, agregação de valor através do beneficiamento, verticalização da produção baseada na inovação tecnológica e em estratégias de comercialização (feiras, eventos, festivais, parcerias comerciais, entre outras).

Durante o encontro, cada representante explanou as atividades que estão sendo desenvolvidas dentro de suas respectivas funções, de acordo com o Plano de Ação Estadual da Biodiversidade.

O coordenador da Secretaria Executiva da CSBio, Ozias Silva, informou que o IEF, por exemplo, já iniciou o processo de elaboração de cartilhas e boletins eletrônicos sobre boas práticas para o manejo do açaí, castanha, cipó titica e madeira.

“Queremos trazer esse olhar do produtor local, reunir todas as informações para tirar dúvidas dos produtores. Vamos trazer as entidades de pesquisa para juntos acharmos alternativas para melhorar, cada vez mais, os produtos da nossa região e, assim, a qualidade de vida da população”, afirmou Silva.

Outro ponto que está previsto no Plano de Ação e já vem apontando resultados é a emissão e entrega a extrativistas de 85 declarações de aptidão para o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), que estimula a geração de renda e melhora o uso da mão de obra familiar, por meio de financiamento de atividades e serviços rurais.  A meta do plano é atingir o número de 120 documentos emitidos até o segundo semestre deste ano.

Um novo encontro da CSBio será marcado no mês de julho para continuar o trabalho de monitoramento e planejamento das ações, que envolvem os assuntos relacionados à sociobiodiversidade do Estado do Amapá.  

Fonte: amapa.gov.br


Instituto Estadual de Florestas do Amapá - IEF
Av. Procópio Rola, 675 - Centro. Fone: (96) 3131-2650 Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International

Amapá